Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/12/18 às 10h57 - Atualizado em 6/12/18 às 9h51

63% das metas do Plano Estratégico Institucional da CGDF foram atingidas até novembro

 

Resultados foram apresentados no dia 29 de novembro

 

A CGDF compartilhou o que foi feito ao longo do ano de 2018 na quinta-feira (29.11), no Salão Nobre do Palácio do Buriti. O controlador-geral do DF, Lúcio Pinho, parabenizou o trabalho de todos os servidores na abertura do evento e afirmou que os resultados de 2018 superaram os de 2017. E lembrou que “temos a responsabilidade de sermos melhores”.

 

Segundo Pinho, hoje a CGDF é visível fora do âmbito do Distrito Federal, um órgão cada vez mais respeitado e reconhecido. Por isso, “seremos cobrados pelo profissionalismo”, reforçou. O controlador-geral manifestou ainda o seu agradecimento pessoal pela CG e deixou a mensagem para manter a crença no trabalho. “Colegas, temos que enxergar mais do que 5 minutos a nossa frente para colher bons frutos no futuro”, disse. E finalizou com uma mensagem importante: “Nós trabalhamos para a população”.

 

Considerando a diretriz organizacional, Carina Ohara, chefe da Assessoria de Gestão Estratégica e Projetos, apresentou os 13 objetivos do Mapa Estratégico Institucional da CGDF e as iniciativas que foram realizadas até o momento para o atingimento das metas estabelecidas. Tais ações foram apresentadas com maiores detalhes pelos chefes e subcontroladores.

 

Breno Albuquerque, chefe da Assessoria Jurídico-Legislativa, contemplou o trabalho da equipe que deixa uma assessoria “limpa para a próxima gestão.” A AJL estava com 19 processos em análise até o final de novembro.

 

A chefe da Assessoria de Comunicação Social, Cristiane Pitta, apresentou o trabalho da ASCOM de “comunicar a vocês tudo que tem sido feito”. Foram 511 notas produzidas para o site e intranet da CGDF. Dessas, 55 estavam relacionadas ao PEI. Além disso, a ASCOM redigiu 109 respostas de demandas de imprensa e contabilizou 614 matérias veiculadas na mídia sobre a Controladoria até o dia 26/11.

 

Cecília Fonseca, chefe da Assessoria de Relações Institucionais, comentou o trabalho da ARIN para o estímulo à cultura de gestão do relacionamento, considerando o diálogo como parceria. “Todas as parcerias têm como objetivo a entrega de produtos para a sociedade”, disse. A ARIN cumpriu as cinco metas contidas no PEI e, dessas, superou quatro. Este trabalho “alimenta e motiva para 2019”, finalizou.

 

Paulo Lemos, chefe da Assessoria de Harmonização Central, falou sobre o Modelo de Capacidade de Auditoria Interna (IA-CM) e o seus resultados na gestão e nos frutos da Controladoria, que agora está “na posição de destaque”. Lemos comemorou que a AHC termina o ano com um grande “OK” para todos os indicadores do PEI.

 

Os resultados de 2018 da Subcontroladoria de Gestão Interna, que atende todos os 393 trabalhadores (dentre eles servidores, estagiários, jovens candangos e outros) da CGDF, também foi divulgado. Josemary Dantas, subcontroladora de Gestão Interna, relembrou os presentes que “a nossa qualidade faz a diferença”. A SUBGI teve como desafio para 2018 a continuidade e aprimoramento de seus projetos.

 

Como presidente da Comissão de Ética da CGDF, Josemary também apresentou os trabalhos daquele colegiado.

 

Os destaques do ano em TI foram apresentados por Guilherme Mello, subcontrolador de Tecnologia da Informação. Dentre eles estão acordos de cooperação técnica para compartilhamento de dados com outros órgãos visando à melhoria da gestão pública. Os trabalhos da Subcontroladoria “trazem evolução e modernidade para a Controladoria e agregam a todo o GDF”, finalizou.

 

José dos Reis, ouvidor-geral do DF, apresentou os resultados numa versão resumida da que foi apresentada no último dia 22, no balanço de atividades da Ouvidoria-Geral do DF, referente ao quadriênio 2015-2018. Com destaque para o índice de 100% de entrega das ações previstas para 2018.

 

Pelos trabalhos da Subcontroladoria de Transparência e Controle social, a meta de 3,6 foi superada com 4,7 milhões de acessos aos canais eletrônicos de transparência e controle, como mostrou Rejane Vaz, coordenadora de Transparência da CG.

 

Everton Kischlat, coordenador de Controle Social, falou sobre a terceira edição do projeto Controladoria na Escola, com 109 escolas inscritas. A meta para 2019 é de 200 escolas participantes.

 

Em relação à Subcontroladoria de Controle Interno, área especializada na inspeção e auditoria, Rodrigo Gonçalves, subcontrolador, afirmou que em 2018 a meta foi “alocar trabalho para o máximo de impacto imediato na gestão pública” e que isso deve continuar em 2019.

 

Ramos mostrou que antes do final do exercício, a SUBCI já alcançou metas previstas.  Como por exemplo, o percentual de 40% de atendimento satisfatório das recomendações de auditoria consequentes de falhas graves – está com 40,3%; a taxa de alocação da força de trabalho em auditoria concomitantes está com 73%, 13% a mais do planejado; a taxa de implementação de matrizes de risco está com os 45% previstos; e a taxa de atuação baseada em risco passou os 15%, atualmente com 17%.

 

Michelle Heringer, à frente da Subcontroladoria de Correição Administrativa, comemorou as 1.148 certificações em mecanismos de combate à corrupção. A meta prevista no PEI é de 970 certificações até dezembro de 2019.

 

A taxa de resolução consensual de conflitos, que mede o percentual de acordos mediados ou negociados refletido na diminuição de instauração de tomadas de contas especiais, até o mês de novembro, alcançou 26,36, ultrapassando os 25% no PEI.

 

Outra meta superada pela SUCOR refere-se à taxa implantação de comissões de ética nos órgãos e entidades do Distrito Federal, classificados como de alta complexidade. A previsão é de 80% para 2018, chegando a 100% em 2019. Mas dos 24 órgãos/entidades classificados como de alta complexidade, todos já implementaram suas comissões de ética.

 

Os resultados alcançados por toda a Controladoria-Geral do Distrito Federal só foram possíveis com o trabalho árduo e comprometido de todos os servidores da casa. Destaca-se que outras metas serão alcançadas, após o fechamento com os dados do mês de dezembro

 

Confira aqui o Balanço 2018.

 

As fotografias do evento estão disponíveis no flickr da Controladoria.

 

Por: Paloma Timo

Edição: Cristiane Pitta