Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/12/17 às 13h49 - Atualizado em 29/10/18 às 15h41

Auditores de controle interno e procuradores do DF tomaram posse

COMPARTILHAR

Cerimônia simbólica teve participação do governador Rodrigo Rollemberg, nesta segunda-feira (11)

 

O controle interno e a elaboração e acompanhamento do orçamento do Executivo local serão reforçados com 14 procuradores e 35 auditores que tomaram posse simbólica na noite desta segunda-feira (11), em solenidade no Palácio do Buriti.

 

“Sair dos limites de responsabilidade fiscal nos permitiu fazer contratações que resolvem carências que tínhamos no governo”, explicou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que participou da cerimônia.

 

Dos 35 auditores, 15 vão compor o quadro da Controladoria-Geral do DF — para ampliar o controle interno — e 20, o da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão.

 

Entre os da Controladoria-Geral está Graziella Brunale de Andrade, de 40 anos, que representou os colegas no ato. “O concurso público foi em 2014. A espera foi grande, mas as expectativas agora são as melhores. É um serviço importante, ainda mais no controle dos gastos públicos.”

 

Pelos novos servidores da Secretaria de Planejamento, a representante foi Débora Limberguer, de 36 anos. “Sabíamos que a Lei de Responsabilidade Fiscal impedia as nossas contratações, e muita gente tinha até desistido. Ao mesmo tempo em que a posse é um alívio, já era algo muito esperado.”

 

Outra que ficou satisfeita foi a secretária de Planejamento, Leany Lemos. “Nós passamos por muitos apertos para administrar o governo enquanto esperávamos pelo apoio técnico de vocês.”

 

Henrique Ziller, controlador-geral, lembrou da responsabilidade dos cargos. “Sei que vocês têm um nível técnico altíssimo, mas vou dizer que o trabalho será ainda melhor se amarem fazer o bem à população. Pensar que tem gente beneficiada pelo nosso serviço é muito satisfatório.”

 

Desde 2015, já foram nomeados 6,9 mil servidores, que tomaram posse nos diversos órgãos do governo de Brasília.

 

Por: Vinícius Brandão, Agência Brasília
Edição: Vannildo Mendes

Leia também...