Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/05/19 às 10h32 - Atualizado em 14/06/19 às 9h30

CGDF desenvolve sistema correcional para cadastrar processos e aperfeiçoar gestão

COMPARTILHAR

Serão cadastrados, por exemplo, todos os processos administrativos disciplinares que tramitam no GDF

 

A Controladoria-Geral do Distrito Federal está desenvolvendo um sistema para cadastrar todos os Processos Administrativos Disciplinares (PADs), Procedimentos Investigatórios Preliminares (PIPs), Processos Administrativos de Fornecedores (PAFs), Tomadas de Contas Especiais (TCEs), Processos Administrativos de Responsabilização (PARs) e Sindicâncias.

 

O chamado Sistema Correcional Integrado (SCI) está sendo feito em parceria pelas Subcontroladorias de Correição Administrativa (SUCOR) e de Tecnologia da Informação e Comunicação (SUBTI), para auxiliar no gerenciamento dos processos correcionais, aperfeiçoar a gestão e garantir maior eficiência administrativa. O SCI também vai registrar os processos que tramitam em órgãos e secretarias da administração direta e indireta do DF. Além disso, será integrado ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI), ou seja, o processo criado no SCI é automaticamente registrado no SEI.

 

Fernanda Franco, diretora de Análises e Diligências da SUCOR, destacou que o sistema contribuirá em vários aspectos para a melhoria da gestão. “O sistema vai ser importante para saber quantos processos nós temos em andamento, em que fase eles estão, para qual comissão foi instaurada esse processo. Todos serão registrados em um único lugar, o que não existe atualmente”, exemplificou.

 

O sistema vai ser dividido em módulos para cada tipo de procedimento. O primeiro a ser desenvolvido é módulo PAD. Ele permitirá que o gestor e os órgãos de controle saibam quais são os casos em pauta nas secretarias do GDF. “O módulo PAD já está pronto e em fase de teste para analisar o que pode ser melhorado e corrigido. Em um segundo momento, nós vamos colocar os nossos processos de fato no sistema”, comentou ela.

 

Guilherme Modesto, controlador-geral executivo da CGDF, informou que o objetivo é implementar gradualmente o projeto em toda a administração direta e indireta do DF. “A ideia é rodar um piloto na área da saúde que conta com muito volume de Processos Administrativos Disciplinares e no setorial da Secretaria de Justiça. Ele roda como piloto nessas duas secretarias e colhe novos feedbacks do que pode ser melhorado, corrigido e evoluído. Depois disso a ideia é expandir para todo o GDF”, concluiu.

 

A CGDF publica no Portal da Transparência o andamento dos processos correcionais que tramitam no órgão, assim como da Secretaria de Saúde. Acesse e veja: http://www.transparencia.df.gov.br/#/.