Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/04/18 às 11h26 - Atualizado em 29/10/18 às 15h40

CGDF recebe visita técnica dos calouros do curso de Ciências Contábeis da UnB

COMPARTILHAR

 

O encontro faz parte de um Projeto de Extensão da Contabilidade que visa promover a interação dos alunos à UnB, ao mercado de trabalho e à sociedade.

 

A Controladoria-Geral recebeu no último dia 06 de abril, na Escola de Governo do Distrito Federal (EGOV), a visita técnica dos calouros do Curso de Ciências Contábeis da Universidade de Brasília, como parte do “Projeto de Extensão – Contabilidade num ambiente conectad@ com a sociedade: inserção e acompanhamento dos discentes do CCA”.

 

O projeto, desenvolvido pelo Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da Universidade de Brasília (CCA) e coordenado pelas professoras Drª Ducineli Régis Botelho, coordenadora geral, e Drª Danielle Montenegro Salamone Nunes, coordenadora executiva, tem como objetivo promover a interação dos discentes do curso de Ciências Contábeis à Universidade, ao mercado de trabalho e à sociedade, com atividades de ensino, pesquisa e extensão.

 

A abertura foi do então controlador-geral, Henrique Ziller, que explanou sobre os Avanços Institucionais e Mudanças no Controle Interno do Distrito Federal de 2015 até hoje, apresentando de uma maneira geral os projetos e programas criados na CGDF neste período. Abordou sobre o excesso de normas nos processos de auditorias e os problemas que isto acarreta para os gestores públicos. Ziller destacou a importância de a Controladoria-Geral agregar valor à sociedade por meio de sua atuação, exemplo disso foi a criação do Projeto Controladoria na Escola. “O grande o objetivo é de formar alunos capazes de compreender a ética e cidadania como parte do cotidiano, sendo fundamental para sua formação como membro da sociedade”, enfatizou.

 

O auditor de controle interno Paulo Lemos apresentou o Projeto Gestão de Riscos, modelo aplicado ao Governo do Distrito Federal, com o objetivo de identificar, analisar, avaliar e tratar os riscos de qualquer natureza na Administração Pública. “Esse é um processo completo que envolve atividades e ações destinadas a controlar os riscos de uma organização, neutralizando o seu impacto”, esclarece Paulo Lemos.

 

Na apresentação do Programa de Estímulo à Integridade Pública da CGDF – PREIP, a auditora de controle interno Alexandra Joffily explicou que “a missão primordial do programa é disseminar e solidificar uma cultura ética, moral e de integridade nos órgãos e entidades do GDF, com vistas a garantir que administração pública entregue à sociedade os resultados esperados, com qualidade e de forma imparcial e eficiente”.

 

“Não deixe seu sonho morrer!” Com essa frase o auditor de controle interno, Guilherme Mello, iniciou sua apresentação sobre o tema ‘Tecnologia da Informação aplicada ao Controle Social’. Segundo o auditor, a Tecnologia da Informação é um dos pilares para melhoria dos órgãos de controle nas ações de Controle Social. Cada vez mais dados estão sendo produzidos e o aprendizado de máquinas é um exemplo de como a TI pode apoiar nessas ações. Incentivando os calouros de contabilidade da UnB, Guilherme acredita que “pensar fora da caixa e sonhar é o que precisamos para melhorar os controles do Estado e tornar a sociedade cada vez mais participativa. A evolução tecnológica que estamos vivendo é fruto desses sonhos, como o recente lançamento do Carro da Tesla ao espaço”, exemplificou Guilherme.

 

O projeto terá continuidade ao longo deste ano, por meio de outras ações com o mesmo objetivo. E será uma articulação institucional entre a Universidade de Brasília e a Controladoria-Geral do Distrito Federal, conduzida pelas coordenadoras do projeto juntamente com a Assessoria de Relações Institucionais da CGDF.