Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/06/19 às 14h53 - Atualizado em 1/07/19 às 13h45

CGDF vai atuar no combate à corrupção e na promoção da integridade no novo Plano Estratégico do DF

COMPARTILHAR

O plano traça iniciativas, metas e ações para a cidade até o ano de 2060

 

A Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) vai atuar no combate à corrupção e na promoção da integridade pública no Plano Estratégico do Distrito Federal 2019-2060 (PEDF), que traça iniciativas, metas e ações para a cidade até o ano de 2060. O plano foi lançado pelo Governo do Distrito Federal na última quinta-feira (30/05).

 

O PEDF é marcado por dois eixos principais. O primeiro é temático e se divide em oito áreas: Gestão Estratégica, Saúde, Segurança, Educação, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente. Já o segundo se divide em quatro etapas temporais. O primeiro foco é 2019; o segundo vai de 2019 até 2023; o terceiro, de 2024 a 2030; e o quarto, de 2031 até 2060.

 

Para cada área do eixo temático existem as batalhas, que são objetivos a serem alcançados. Tais objetivos devem ser atingidos em determinado período de acordo com o eixo temporal. Cada batalha tem seus resultados-chave, que mensuram e monitoram o alcance das mesmas, e para se concretizar tais resultados também estão definidas iniciativas a serem tomadas para isso.

 

No plano, a CGDF está inserida no eixo Gestão Estratégica, na 4ª Batalha, que tem como objetivo “ser referência no combate à corrupção e na promoção da integridade pública”. Ele deve ser atingido até 2023 e busca o aprimoramento de instrumentos de controle e de combate à corrupção, melhorias em mecanismos de transparência, e punição aos ilícitos cometidos por agentes públicos. As medidas pretendem aumentar a confiança do cidadão nas instituições públicas.

 

Essa batalha tem cinco resultados-chave:

 

1.Executar 100% das ações previstas do Plano de Combate à Corrupção: para isso, será implementado o Plano de Combate à Corrupção, que será lançado em breve pela CGDF.

 

2.Implementar programas de integridade em 100% dos órgãos e entidades definidos como de alta complexidade, como as áreas de educação, saúde e segurança pública. A CGDF pretende levar o Programa de Estímulo à Integridade Pública (PREIP) para toda a administração direta do DF.

 

3.Implementar a Rede de Transparência Pública, que ainda será lançada, em 100% dos órgãos e entidades de alta complexidade.

 

4.Aumentar de 38% para 60% a efetiva melhora na prestação dos serviços públicos demandados por meio da Ouvidoria-Geral do DF, com base na resolutividade das solicitações e reclamações avaliadas pelos cidadãos. Para alcançar esse resultado será fortalecido o Programa de Desempenho do Sistema de Ouvidoria do DF (SIGO-DF).

 

5.Implantar estrutura correcional, Tomada de Contas Especial ou comissões permanentes em 100% dos órgãos e entidades de alta complexidade. Para isso, será feita a sistematização e o fortalecimento do Sistema de Correição do DF.

 

Para a assessora de Gestão Estratégica de Projetos da CGDF, Carina Ohara, a metodologia que estrutura o PEDF é inovadora. “O Plano Estratégico do Distrito Federal trouxe essas duas metodologias para definir as diretrizes a curto e médio prazos, o Must Win Battles e o OKRObjectives and Key Results. Por meio delas, os desafios são apresentados de forma mais simples e direta, sendo estruturados em batalhas a serem vencidas, resultados-chave e iniciativas”, destacou.

 

Conheça o Plano Estratégico do Distrito Federal 2019-2060 (PEDF).

 

Leia as notícias sobre o lançamento do PEDF – 2019-2060.

 

GDF elabora plano estratégico para o centenário de Brasília

 

Planejamento está dividido em quatro focos temporais

 

Ações previstas terão sistema de monitoramento digital