Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/15 às 20h21 - Atualizado em 29/10/18 às 15h31

Controladoria-Geral do DF participa de seminário sobre captação e execução de recursos públicos

COMPARTILHAR

“Atividade de Controle como um Instrumento de Melhoria de Gestão Pública” foi o tema da palestra do Controlador-Geral Adjunto

 

O Controlador-Geral Adjunto da Controladoria-Geral do Distrito Federal – CGDF, Marcos Tadeu de Andrade, ministrou a palestra “Atividade de Controle como um Instrumento de Melhoria de Gestão Pública” durante o II Seminário sobre Captação e Execução de Recursos Públicos, promovido pela Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF no último dia 24, no auditório da Escola de Governo.

 

Na oportunidade o Controlador-Geral Adjunto apresentou a Controladoria-Geral do DF e suas macros funções e falou dos tipos de controle que recaem sobre a administração pública, sendo os mais comuns o interno e o externo. Ele enfatizou que o controle não é tarefa apenas da Controladoria-Geral, mas de todos os gestores e da sociedade.

 

O projeto “Auditoria Cívica” foi outro tema importante que fez parte de sua explanação, ressaltando que o projeto se encontra em fase de implantação na CGDF e tem o objetivo de capacitar o cidadão a fiscalizar a prestação de serviços públicos.

 

Marcos Tadeu também abordou sobre a interação com órgãos externos, esclarecendo que a Administração pública é submetida a um controle mais amplo, denominado rede de controle, que envolve, além da CGDF e TCDF, órgãos policiais, Ministério Público, Poder Judiciário e o Controle Social.

 

A palestra foi encerrada com abordagem sobre o funcionamento do controle interno e a mudança do modelo de gestão recém-implantado na CGDF.  “Estamos radicalizando no formato de auditorias”, disse, ao explicar que a atuação dos auditores será preventiva e continuada.

 

Participantes

O seminário contou com a presença da Secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, o Diretor-executivo da EGOV, José Wilson Granjeiro, o Diretor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de Brasília (FACE – UnB), Roberto Ellery e o Secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Cristiano Heckert.