Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/05/13 às 11h42 - Atualizado em 29/10/18 às 15h37

Mais uma empresa da Caixa de Pandora é inidônea

COMPARTILHAR

Fonte: Agência Brasília, com informações da Secretaria de Transparência e Controle

Irregularidades na licitação e execução de contrato provocaram prejuízo de R$853,8 mil ao DF

BRASÍLIA (21/5/13) – A empresa Politec Tecnologia da Informação S.A. foi declarada inidônea pela Secretaria de Transparência e Controle do DF (STC-DF) e está impedida de contratar e licitar com os órgãos da Administração Pública da União, estados, DF e municípios.

 

O processo foi instaurado pela STC-DF com base nas informações levantadas na Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal para apurar irregularidades em contrato firmado, em 2008, entre o GDF e a Politec.

 

A comissão responsável concluiu que houve problemas na licitação e execução do Contrato 14/2008-SEF, que provocaram prejuízos de R$853.872,19 ao Distrito Federal.

 

Com a decisão da STC, comandada pela secretária Vânia Vieira, publicada no Diário Oficial do DF de hoje (21/5), a Politec passou a integrar a lista de empresas declaradas inidôneas pela Secretaria de Transparência, que conta com 17 nomes.

 

Além disso, a empresa foi incluída no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis), da Controladoria-Geral da União (CGU), e, de acordo com a Lei 8.666/1993, só após o período de dois anos, poderá requerer a reabilitação.

 

Durante todo o processo foram respeitadas as regras do contraditório e da ampla defesa.