Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/08/09 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 15h49

Pousadas desrespeitam a ordem e a legalidade

COMPARTILHAR

Apesar da intensa fiscalização, algumas pousadas na W3 Sul continuam com as portas abertas. A Secretaria da Ordem Pública e Social, por meio da Agência de Fiscalização – Agefis, realiza constantes vistorias nos estabelecimentos com o objetivo de verificar o descumprimento das interdições, comunicando o fato à delegacia de polícia. A multa é de 5.320 reais, podendo ser dobrado o valor a cada reincidência. Até o momento, foram denunciados e vistoriados 145 estabelecimentos e 107 interditados e multados. 
      Em entrevista à Rede Globo, o secretário da Ordem Pública e Social, Roberto Giffoni, falou sobre o assunto. “A reportagem mostrou que as pousadas agora partiram para um outro tipo de comportamento. Deixaram a atividade aberta, divulgada amplamente para a clandestinidade, desrespeitando não só os embargos administrativos feitos pela fiscalização, mas também a decisão da Justiça da 7ª Vara da Fazenda Pública, o que agora os coloca em crime de desobediência, podendo responder criminalmente por isso. Quanto aos resultados da fiscalização na busca pela legalidade, a visão que nós temos é extremamente positiva. Evidentemente, nós não mudamos uma cultura da noite para o dia. Isso parte de uma ação efetiva e permanente do Poder Público, do combate à demonstração de que essa atividade não vai prosperar e também da conscientização do cidadão de não se valer desse tipo de atividade clandestina, porque amanhã acontece um incidente, pega fogo em uma pousada dessas, a pessoa é furtada, não tem a quem recorrer, tendo em vista a ilegalidade”, justificou o secretário.

Confira a reportagem completa no vídeo do DFTV 1ª Edição – 18.08.2009