Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/10 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 15h44

CGDF apoia o plano de trabalho da Corregedoria da saúde

CGDF participa da apresentação do plano de trabalho da Corregedoria da Saúde. Para o cargo de Corregedor da Saúde foi nomeado o delegado Marco Antonio Souza Silva, que contará com 18 auditores. O trabalho deles é atuar, apontar e apurar irregularidades praticadas pelos servidores. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) oficializou nesta quarta-feira (24), no grande auditório do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), a Corregedoria de Saúde, que tem pela frente a tarefa de dar seguimento a 242 processos. Quando assumiu a SES há seis meses a secretária, Fabíola de Aguiar Nunes encontrou problemas como contratos ilícitos, falta de equipamentos, de materiais e medicamentos.

“Hoje estamos implantando uma Corregedoria que visa modernizar e profissionalizar nossas ações administrativas por meio de uma nova divisão de inteligência médica que vai orientar e corrigir de forma que prevaleça a legalidade e a moralidade na prestação dos serviços“. A Secretária agradeceu o apoio recebido da Corregedoria-Geral do DF e ressaltou que o processo de modernização administrativa visa a implantação da  reforma sanitária comprometida com a ética e a humanização. O Corregedor-Geral do DF, Haendel Silva Fonseca, destacou que a Corregedoria da Saúde continuará tendo o apoio técnico e sob a supervisão da Corregedoria-Geral e contribuirá e muito na evolução dessa organização administrativa relevante para a sociedade do Distrito Federal.

Para o cargo de corregedor da Saúde foi nomeado o delegado Marco Antonio Souza Silva, que contará com 18 auditores. O trabalho deles é atuar, apontar e apurar irregularidades praticadas pelos servidores. Hoje aproximadamente 26 mil servidores fazem parte do quadro de pessoal da SES/DF. De acordo com Marco Antonio,  o objetivo da Corregedoria “é apurar as irregularidades administrativas e orientar os servidores estimulando-os a realizar um trabalho humanitário aos pacientes que procuram atendimento nas Unidades de Saúde Pública do Distrito Federal”.
 
A Corregedoria foi criada aos moldes do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (DenaSUS). Atualmente os auditores vêm atuando na rede nas investigações por meio das auditorias administrativa, contábil e assistencial. Cada uma delas tem como objetivo  apurar  irregularidades cometidas pelos servidores durante o desempenho de suas funções.
 
A auditoria administrativa está relacionada à apuração de faltas ao serviço, troca irregular de plantões e abandono de serviço. Já, auditoria contábil apura as irregularidades de contratos de compra, convênios e gastos e a auditoria assistencial envolve as prestações de serviços pela SES. As penalidades administrativas disciplinares vão desde advertência a demissão, cassação de aposentadoria, destituição de cargo em comissão e destituição de função comissionada.
 
Para apurar as irregularidades, a SES criou um Comitê de Ética, com a finalidade de acompanhar o trabalho dos servidores de saúde, que consiste na orientação e recebimento das reclamações dos pacientes visando à otimização dos serviços prestados.

A apresentação do Plano de Trabalho da Corregedoria de Saúde do Distrito Federal contou com a presença do Secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Antonio Alves de Souza; Diretor do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (DenaSUS), Luis Carlos Bolzan; Corregedor-Geral do Distrito Federal, Haendel Silva Fonseca e Coronel e Chefe da Divisão de Pesquisa do Centro de Inteligência da Aeronáutica , Aldemarion Cosme Simas Gonçalves.

O e-mail da Corregedoria da Saúde é corregedoria@saude.df.gov.br” >corregedoria@saude.df.gov.br. O telefone para informações é  3348-6282.