Governo do Distrito Federal
7/10/22 às 16h52 - Atualizado em 7/10/22 às 16h53

Controladoria-Geral do Distrito Federal tem novo titular. Saiba quem é

Daniel Alves Lima é bacharel em Direito e atuava como controlador interno do Iges-DF

 

A publicação do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (7/10) trouxe a troca no comando da Controladoria-Geral do DF (CGDF). Sai Paulo Wanderson Martins, à frente do cargo de controlador-geral do DF desde fevereiro de 2020, e assume Daniel Alves Lima, controlador interno do IGES-DF desde 2021. Daniel é casado, pai de três filhos, bacharel em Direito e pós-graduado em Direito Digital e Compliance pelo IBMEC.

 

Daniel Lima já havia atuado junto à Controladoria-Geral por três anos e, durante esse período, assumiu os cargos de assessor especial na Subcontroladoria de Transparência e Combate à Corrupção (SUBTC), coordenador na mesma área e chefe de gabinete da CGDF. O novo controlador, enquanto esteve na Subcontroladoria de Transparência e Combate à Corrupção da CGDF, participou da reformulação do Portal da Transparência do DF, que é uma das mais importantes ferramentas de controle social no Distrito Federal. “Essa reformulação trouxe a superbusca, ferramenta que facilitou a pesquisa do cidadão no acesso à informação, aumentou expressivamente os acessos e a participação da sociedade, ao mesmo tempo em que passou a ser reconhecido nacionalmente como um site modelo”, explicou Daniel Lima.

 

Daniel Lima também foi secretário Executivo de Ética Pública – Interino, subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção substituto e coordenador de combate à corrupção da CGDF, e integrante no Grupo de Educação Fiscal do DF. Tem qualificações em Proteção de Dados Pessoais no Setor Público; Normas de Anticorrupção, Antissuborno e Compliance Público pela FGV (Fundação Getúlio Vargas); prevenção, identificação e combate à crimes cibernéticos, ao assédio moral e sexual no trabalho; direito administrativo no setor público; inteligência em segurança pública, controle social, governança, prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo; e já trabalhou como conteudista digital sobre papiloscopia e perito da Polícia Federal.

 

Daniel Lima sempre teve participação ativa dentro da Controladoria do DF e acompanhava de perto reuniões que planejavam as decisões da CGDF. Paulo Martins, agora ex-controlador-geral do DF, acredita no trabalho que será desempenhado por Daniel Lima. “O conhecimento adquirido pelo novo controlador o faz preparado para assumir o cargo e levar adiante um belo trabalho que fizemos no DF nos últimos tempos. O intuito é e sempre será o de fortalecer o controle da gestão pública com transparência e participação social e o combate à corrupção”, finalizou Paulo Martins.

 

O que faz o controlador-geral

 

O controlador-geral do DF é o responsável por fazer com que as atribuições da Controladoria-Geral do DF sejam cumpridas. A CGDF é o órgão especializado e central do sistema de controle interno, do sistema de correição e de gestão de ouvidoria. Cabe ao controlador-geral assegurar a boa e regular aplicação dos recursos públicos, coordenar o sistema de controle interno do DF, promover a transparência dos atos de gestão pública e dos dados relativos ao patrimônio público no DF, promover as ações de incentivo à realização do controle social da gestão pública e de prevenção e combate à corrupção.

Governo do Distrito Federal