Governo do Distrito Federal
25/03/22 às 11h51 - Atualizado em 11/05/22 às 19h09

Controladoria participa da II Semana de Ouvidoria, Integridade e Transparência do Hemocentro

 

Assédio moral na Administração Pública e atuação da Ouvidoria foram temas abordados pela CGDF

 

A Controladoria Geral do DF (CGDF) participou da II Semana de Ouvidoria, Integridade e Transparência da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), em evento presencial no auditório da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), de 22 a 24 de março. O evento foi dirigido especialmente aos servidores, estagiários e prestadores de serviços do Hemocentro.

 

A Semana de Ouvidoria, Integridade e Transparência do Hemocentro é uma iniciativa vencedora do concurso de Boas práticas em Ouvidoria de 2021 e visa intensificar a relação entre a Ouvidoria e seus usuários, ampliando a compreensão sobre a participação social e transparência na administração pública, valorizando a participação cidadã e contribuindo para aperfeiçoar os serviços e aprimorar a gestão pública.

 

A subcontroladora de Transparência e Controle Social, Rejane Vaz, representando o controlador-geral, Paulo Wanderson Martins, participou da abertura oficial do evento juntamente com o presidente da Fundação Hemocentro de Brasília, Osnei Okumoto e a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

 

Para Rejane Vaz, a II Semana foi uma excelente oportunidade para reforçar aos servidores públicos a importância dos temas abordados, como o combate ao assédio moral, o trabalho das ouvidorias e a transparência. “Mesmo a Fundação Hemocentro mostrando tanta maturidade nos três temas, é sempre importante a realização desses eventos porque são oportunidades de crescimento, ocasiões em que a gente pode parar e refletir um pouquinho sobre tudo que já foi feito, o que estamos fazendo e o que ainda poderemos fazer, para o fortalecimento das ouvidorias, a promoção da integridade e o aprimoramento da transparência”, ressalta a subcontroladora.

 

As servidoras Michelle Heringer, chefe da Assessoria de Apoio aos Julgamentos, e Cecília Fonseca, ouvidora-geral do DF, foram as palestrantes nos dias 23 e 24 abordando os temas “Assédio na Administração Pública” e “Ouvidoria e servidor público: como posso fazer parte?”.

A chefe da Assessoria de Apoio aos Julgamentos mostrou a importância da prevenção e do combate ao assédio moral na Administração Pública, explicou a diferença entre assédio e atos de gestão e destacou a relevância das boas relações no ambiente de trabalho. “Somente com a capacitação podemos combater e prevenir a ocorrência do assédio na Administração Pública. O enfrentamento do tema pelos órgãos e instituições do GDF faz parte de uma política de governo”, enfatiza Michelle Heringer.

 

Em sua apresentação, a ouvidora-geral levou os participantes à compreensão sobre a atuação da Ouvidoria, trazendo à reflexão o papel de cada um para a melhoria no atendimento aos usuários dos serviços oferecidos pelo Governo do Distrito Federal. “A Ouvidoria nos traz informações, nos traz percepções sobre o que a sociedade está pensando, avaliando e sentindo sobre o nosso trabalho. E na hora que a gente enxerga isso e trabalha com essa informação, consegue efetivamente melhorar a administração pública”, reforça Cecília Fonseca.

 

No primeiro dia o psicólogo social e fundador da @Eticalizando, Antonio Carlos Hencsey e a chefe da Assessoria de Integridade e Gestão de Risco do Hemocentro, Franciele Coury, abordaram em suas palestras a Integridade no dia a dia e a Comissão de Ética da FHB, respectivamente. Na abertura foi também lançada a parceria entre a Fundação e a Secretaria de Justiça e Cidadania do DF (Sejus) para coleta de absorventes íntimos para a campanha Dignidade Feminina – Da transformação de meninas a mulheres: mais cidadania e menos tabu.

 

 

 

 

 

 

 

Governo do Distrito Federal