Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/09/13 às 14h25 - Atualizado em 29/10/18 às 15h36

Incremento de transparência no GDF foi tema de Oficina de Criatividade

Em reunião realizada na semana passada, integrantes do Grupo de Trabalho do Conselho de Transparência desenvolveram uma série de atividades de troca de experiências

O Grupo de Trabalho do Conselho de Transparência e Controle Social do Distrito Federal (CTCS) realizou, na última quinta, 5, a segunda reunião para dar prosseguimento ao debate sobre as estratégias para o incremento de transparência no GDF. As atividades ocorreram no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Participaram do encontro os membros da Subsecretaria de Transparência e Prevenção da Corrupção (SUTPC) e do Observatório do Gasto Público (OGP) – órgãos da Secretaria de Transparência e Controle do Distrito Federal (STC-DF) -, da Coordenadoria de Articulação Institucional (SEGOV-DF), da Secretaria de Fazenda – DF e da sociedade civil.

A subsecretária de Transparência e Prevenção da Corrupção Soraia Mello, o Diretor-Substituto de Controle Social da SUTPC, Naum dos Santos, com o apoio de Patrícia Moslaves, foram responsáveis pela coordenação e organização do evento, que teve um dia inteiro de atividades de trocas de experiências, interação e elaboração de projetos para aumentar a transparência e aproximação entre a sociedade civil e Governo do DF.

A oficina teve por objetivo elaborar ações concretas visando o incremento da Transparência no GDF, de forma colaborativa entre governo e sociedade civil.

Para Soraia, “as atividades do GT demonstram o compromisso e a abertura do governo do DF em dialogar com a sociedade civil, que por sua vez, mostra-se engajada e disposta a colaborar ativamente não só na idealização das ações para incremento de transparência, mas também na sua implementação. Estamos no caminho certo. Com criatividade, colaboração e simplicidade vamos aprimorar ainda mais os nossos instrumentos de transparência e criar novas soluções que atendam aos anseios do cidadão”.

A metodologia utilizada na Oficina foi desenvolvida pela SUTPC e contou com a colaboração de Alexandre Gomes, membro da comunidade Transparência Hacker, professor da Universidade de Brasília e Fundação Universa e Diretor Estratégico da SEA Tecnologia. Para este GT foram divididos grupos, que circularam em três estações de trabalho.

Segundo Alexandre, “a oficina foi um ótimo exemplo de como o estreitamento do diálogo entre Governo e Sociedade pode ser benéfico para promoção da inovação pública”.

METODOLOGIA – A oficina foi coordenada pela Secretaria Executiva do CTCS e foi inspirada em metodologias conhecidas para exercícios de criatividade, como Design Thinking e World Cafe. As atividades aconteceram nas três estações de trabalho, uma para cada produto: estação I – protótipos de soluções inovadoras; estação II – pré-projeto de hackathon e estação III – análise dos instrumentos de acesso à informações no GDF.

Organizados em pequenos grupos, os participantes circularam entre as três estações, para que todos colaborassem com a criação dos três produtos. A construção de ideias em cada estação foi incremental e aconteceu em quatro rodadas. Um grupo iniciou as atividades na estação. Depois, o segundo grupo e o terceiro grupo deram continuidade e aprimoraram as ideias. Por fim, o último grupo sistematizou e concluiu as atividades da estação. Em cada estação, um facilitador âncora permaneceu na mesma estação sintetizando a rodada anterior para o grupo seguinte visando garantir o processo incremental e construtivista a partir das ideias acumuladas na estação.

PRÓXIMOS PASSOS – Três equipes, formadas por membros do governo e sociedade civil presentes na oficina, assumiram o compromisso de implementar os três produtos resultantes do encontro. A SUTPC coordenará a execução dessas ações. A meta é, ainda este ano, apresentar os primeiros resultados dos projetos para aprimoramento da transparência no governo do DF.