Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/05/14 às 20h24 - Atualizado em 29/10/18 às 15h45

Secretário de transparência representa o DF em Seminário sobre Controle Interno promovido pelo Banco Mundial em parceria com o Conaci

Representantes governamentais do Brasil e do exterior participaram do evento em Foz do Iguaçu

 

De 14 a 16 de maio, em Foz do Iguaçu, no Paraná, ocorreu o seminário: “O Controle Interno Governamental no Brasil – Velhos Desafios, Novas Perspectivas”. O evento foi promovido pelo Banco Mundial (World Bank Group) em parceria com o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci).

 

A abertura do seminário se deu com a palestra “O controle Interno do Brasil – Situação atual e perspectivas futuras”, proferida pelo Secretário Federal de Controle Interno da Controladoria-Geral da União (CGU), Valdir Agapito; e pelo presidente do Conaci, Gustavo Úngaro.

 

O Distrito Federal foi representado pelo Secretário de Transparência e Controle (STC), Mauro Noleto. O Seminário contou com cerca de 100 participantes de órgãos de controle interno governamental do Brasil.

 

Segundo Noleto, sua participação propiciou a troca de experiências e possibilitou avaliar a própria estrutura para desenvolver o Controle Interno. “Além de aprender e trocar experiências podemos contribuir, de alguma maneira, com os resultados que já obtivemos na Secretaria de Transparência e Controle do DF”, ponderou o Secretário.

 

O Seminário também contou com palestras de representantes do controle interno da Argentina e do México, além de framework com a especialista internacional Sharon Hanson-Cooper.

 

O objetivo do evento foi criar um panorama da situação atual dos controles e auditorias internas na gestão pública, além de promover a discussão sobre novas conjunturas para o desenvolvimento da administração.

 

Os palestrantes apresentaram diferentes visões e percepções que têm dos controles internos no Brasil e deram sugestões para sua melhoria. Participantes internacionais apresentaram exemplos que vêm dando certo em seus países.

 

Foram apresentadas palestras técnicas e objetivas, conduzidas por representantes do Banco Mundial, do Conaci e de entidades da sociedade civil, de instituições estrangeiras, como México e Argentina, e universidades brasileiras.

 

O público alvo foram os tomadores de decisões e técnicos dos órgãos responsáveis pelo controle interno em níveis federal, estadual e municipal, nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como dos Ministérios Públicos.

 

AVANÇOS – A Lei Federal nº 12.527 (Acesso à Informação Pública) e os diversos Portais de Transparências geridos por governos municipais, estaduais e da União foram destaques neste primeiro dia do seminário. O presidente do Conaci e da Corregedoria-Geral da Administração de São Paulo (CGA/SP), Gustavo Úngaro, afirma que, subsidiadas por essas ferramentas, as perspectivas para o controle interno no Brasil são bastante animadoras.

 

Wellington Botelho da Silva (estagiário) – revisão: Jornalista Clara Santos